Home
Proposta do Evento
Um pouco sobre o Ruy
Agenda de Encontros
Álbum de fotos
Colunas do Ruy
Livros
Eu Fui!
Conheça a equipe
Imprensa
Sugira um convidado
Faça contato conosco
Livro - Encontros com o Professor - Cultura Brasileira em Entrevista - Volumes I, II, III,
IV , V, VI e VII
Ver todos

  


Ouça o Encontros na
Rádio CBN 1340.
Aos sábados, às 10h,
e segundas-feiras, às 14h.

 
 
Quem:
Luiz Paulo Vasconcellos, Zé Adão Barbosa e Carlos Cunha
Quando:
13/9/2007 - 19h30min
   
Notícias
Fotos do Encontro
Perfil do convidado
Saiu na mídia
Depoimentos
Podcast
Perfil do convidado Voltar

Luiz Paulo Vasconcellos nasceu no Rio de Janeiro em 1941. É ator, diretor e dramaturgo. Joalheiro, tapeceiro e poeta nas horas vagas. É Bacharel em Artes Cênicas pela UNI-Rio (1969), fez estágio na França (CUIFERD, 1970-71) e Mestrado na State University of New York (1981-1983). Foi professor de Direção e Estética do Espetáculo do DAD/UFRGS (1970 a 1995), diretor do Instituto de Artes da UFRGS (1977 a 1981) e Coordenador de Artes Cênicas da Secretaria da Cultura de Porto Alegre em duas ocasiões, cargo que exerce até hoje. Em 1987, lançou o livro Dicionário de Teatro, pela L&PM Editores. Entre os prêmios que recebeu estão o Troféu Persona, da Secretaria de Estado da Cultura (1990), o Prêmio Qorpo Santo, da Câmara Municipal de Porto Alegre (1992), o Troféu Açorianos Especial (1993) e de Melhor Ator (2003), da Secretaria Municipal da Cultura, e a Medalha Cidade de Porto Alegre (1994) pelos serviços prestados ao teatro brasileiro. Atualmente, assina a coluna de teatro da revista Aplauso.

Zé Adão Barbosa trabalha com teatro, cinema e televisão há 25 anos. No teatro, foi o Charles Bukowski de Memory Mote; o Treplev da Gaivota, de Tchekhov; o Jerry do Zoológico, de Albee; o professor da Lição, de Ionesco; o Diabo da História do Soldado, de Stravinsky, entre outros. No cinema foi o cabo/cowboy de O Dia em Que Dorival Encarou a Guarda, de Jorge Furtado e José Pedro Goulart; o caminhoneiro da Estrada, de Jorge Furtado; o Groucho Marx do Mentiroso, de Werner Schünemann, o Cabo Bento do premiado Noite de São João, de Sérgio Silva, entre outros. Na televisão, teve participações em minisséries, documentários e na novela Laços de Família, da Rede Globo. Atualmente é apresentador do programa Era Uma Vez Em Porto Alegre, da Rádio Gaúcha e atua no espetáculo Fim de Jogo, de Luiz Paulo Vasconcellos. É fundador e professor do TEPA – Teatro Escola de Porto Alegre.


Carlos Cunha Filho nasceu em Porto Alegre em 1950. Ingressou no teatro pelo Grêmio Dramático Açores, do Teatro de Arena, um grupo de resistência à censura e à ditadura. É bacharel em Direção Teatral (1977) e Educação Artística (1986) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e atua no cinema, no teatro e na televisão. No palco já esteve em mais 20 espetáculos como Bella Ciao, pelo qual recebeu dois troféus de Melhor Ator - Prêmio Sated e Festival de São José do Rio Preto - e King Kong Palace, pelo qual recebeu o Troféu Açorianos de melhor ator (1996). Cunha ainda tem outras duas dezenas de participações em filmes como O Temporal, Snake, Tolerância e O Homem Que Copiava.

 
Depoimentos

25/10/2013
Milton do Prado, Cineasta
 
Admiro
Venho sempre que posso ao Encontros com o Professor. Admiro muito o Ru...
Cultura e educação
O Encontros é realmente muito interessante. É cultura é educação. Serv...
 
Patrocínio

Promoção Apoio Realização